Fotógrafo cria mandalas a partir de imagens em 360 graus

FOTO: Basílica do Carmo, em Campinas (SP)/ CRÉDITO: Osvaldo Furiatto

Mandalas 360 é o novo projeto do fotógrafo e designer Osvaldo Furiatto. Tudo começou quando ele estudava o recurso de fotografia 360 graus chamado little planet, que “transforma” ambientes externos em “pequenos planetas” ao gerar uma imagem estática circular. Furiatto decidiu aplicar a técnica a uma foto do interior da Basílica do Carmo, localizada no Centro de Campinas (SP). O resultado foi uma imagem que se assemelhava a uma grande mandala.

“Eu procuro sempre pensar fora da caixinha. Fiquei um tempo estudando a técnica da fotografia em 360 graus e analisando o que os outros fotógrafos que trabalham com isso estavam fazendo. Em um determinado momento, percebi que não tinha visto ainda nenhuma foto usando o little planet em um ambiente interno. Inclusive não sei dizer nem se alguém já tentou isso. Foi aí que peguei uma imagem que eu já tinha feito e apliquei a técnica”, explicou Furiatto.

Catedral Cristo Rei de Cornélio Procópio, no Paraná (CRÉDITO: Osvaldo Furiatto)

 

A segunda foto trabalhada por ele também foi de uma igreja, no caso, a Catedral Cristo Rei de Cornélio Procópio, no Paraná. “Eu também já tinha a foto dessa igreja e a escolhi porque ela é rica em formas, mas possui uma paleta de cores bem mais homogênea. Eu queria ver se nessas condições a mandala também ficaria boa”, conta o fotógrafo, que disse ter sido mais uma vez surpreendido pelo resultado. O passo seguinte foi verificar se a técnica poderia gerar boas imagens em ambientes que não só igrejas.

Ceasa Campinas (CRÉDITO: Osvaldo Furiatto)

 

Furiatto então começou a procurar locais que pudessem render uma boa imagem. Escolheu então as Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa Campinas). “O resultado foi igualmente interessante. Ali comecei a entender como o ambiente tinha que ser para a mandala ficar visualmente chamativa.” Depois, testou a técnica em uma casa, um ambiente menor que os demais. “Também ficou muito interessante, e isso ampliou muito os horizontes”, afirma.

Interior de uma casa (CRÉDITO: Osvaldo Furiatto)

 

“O que muda basicamente de uma foto para a outra é a quantidade de detalhes. O mais interessante dessa técnica é ficar observando as formas e cores na imagem. Conforme você vai aprofundando o olhar na fotografia você vai descobrindo cada vez mais informações visuais sobre o cenário que estava presente na hora da captura da foto”, afirmou. O fotógrafo agora está preparando uma lista dos lugares que servirão de cenário para produzir as próximas mandalas.

EM TEMPO

  • Para conhecer mais sobre o trabalho de Osvaldo Furiatto e acompanhar as novidades sobre as mandalas, acesse o site osvaldofuriatto.com.br ou acompanhe o fotógrafo pelas redes sociais Facebook ou Instagram (@osvaldof).
  • Osvaldo Furiatto é fotógrafo e designer com mais de 25 anos de experiência na área de imagem. Começou na publicidade, passou pelo jornalismo e hoje está à frente da própria agência fotográfica.

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments