Holambra: o que você precisa saber sobre a Expoflora 2018

FOTOS: Divulgação

A Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina realizada na cidade de Holambra, no interior paulista, chega à 37ª edição. Em 2018, a festa homenageia os 70 anos da imigração holandesa no Brasil (Holambra foi fundada por holandeses) e espera receber 300 mil visitantes de todo o país. Confira abaixo um roteiro com as informações necessárias para aproveitar o evento, um dos mais tradicionais da região de Campinas:

Data, dias e horários de visitação

A Expoflora 2018 ficará aberta ao público entre 24 de Agosto e 23 de Setembro de 2018, de sexta-feira a domingo, das 9h às 19h.

Quanto custa

Os ingressos para a Expoflora custam R$ 48 e estão à venda na bilheteria do evento, na internet (www.ingressorapido.com.br) ou em representantes listados no site www.expoflora.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3802-1499, das 9h às 17h.

Parque da Expoflora

Localizado na entrada da cidade de Holambra, o Parque da Expoflora tem 250 mil metros quadrados de área, com vários jardins e áreas de descanso com bancos à sombra das árvores. Possui duas praças de alimentação com 16 lanchonetes, além de sete restaurantes e duas confeitarias. O estacionamento comporta 5 mil veículos em sistema rotativo. São 200 sanitários, um fraldário, dois postos médicos e guarda-volumes. Há bebedouros com água fresca e equipes de apoio para atender o visitante.

Pavilhões de exposição

São três pavilhões de exposição: shoppings Vermelho, Verde e Azul. Nesses locais funcionam 250 estandes que vendem de artesanato a produtos industrializados e para decoração, além de móveis e utensílios domésticos.

Atrações

  • Exposição de arranjos florais com 14 cenários que recontam a chegada dos holandeses ao Brasil e trazem as tendências e novidades em flores e em plantas ornamentais para as estações Primavera-Verão
  • Mostra de paisagismo e decoração com 19 ambientes com ideias sustentáveis de decoração
  • Parada das Flores e a Chuva de Pétalas todos os dias do evento, às 16h e às 16h30, respectivamente
  • Passeio Turístico com city tour por Holambra e visita a uma fazenda produtora de flores
  • Apresentação de danças típicas diariamente, a partir das 14h30
  • Parque de Diversões
  • Museu Histórico de Holambra
  • Minissítio

Novidades na programação

Este ano, o personagem Tulipo (foto abaixo) ganhou uma casa na Alameda Amsterdã e uma banda, a Chuva de Pétalas, que se apresentará em frente à casa e participará da Parada das Flores. Outra novidade é a realização de cursos para o público entre os dias 29 de Agosto e 23 de Setembro. As aulas terão uma hora de duração e os seguintes temas: Flores e Plantas Para a sua Casa (com o agrônomo Jean Koesten Ferreira) e Paisagismo e Jardinagem para Iniciantes (com o paisagista Mauro Contesini).

Novidades em flores

Entre as novidades em flores e plantas estão a rosa Inglesa, com mais de 100 pétalas; a pelargonium, que se parece com o gerânio; e a penta, com suas flores em forma de estrelas de cinco pontas. Outros destaques: petúnia Night Sky (roxa com pigmentos brancos, remetendo a um céu estrelado); craspédia (arredondada, com pequenas flores amarelas); alstresias (mistura de alstroemérias com frésias); alstroemérias Jumbo e Azul; suculenta echevéria na cor chocolate; e duas novas variedades de crisântemos (Lígia e Ipanema).

Comidinhas

Os restaurantes e confeitarias prepararam receitas especiais para comemorar os 70 anos da imigração holandesa. Entre elas estão o Martin Pork (cotovelo de porco holandês – foto abaixo) e o Lentebloem (flor da primavera), criações do chef Frank Martin Gerritsen, da Martin Holandesa, e a salada de flores do Restaurante Casa Bela. A Omma Beppi apresentará queijos especiais dos Países Baixos, como o Maasdam e o Gouda, temperados com cominho ou ervas mediterrâneas.

Em tempo: Localizada na Região Metropolitana de Campinas (RMC) e distante 140 quilômetros de São Paulo (Capital), a cidade de Holambra é uma antiga colônia holandesa com pouco mais de 13 mil habitantes que concentra 45% da comercialização de flores e de plantas ornamentais do Brasil.

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments