Teatro: musical com Wanderléa emociona, diverte e faz pensar

FOTOS: Caio Gallucci/Divulgação

Nesta quinta-feira (15/3/2018) fui assistir à estreia, em Campinas (SP), de 60! Década de Arromba – Doc. Musical. O espetáculo de Frederico Reder e Marcos Naue conta no elenco com a cantora Wanderléa e apresenta um recorte da música e da história do Brasil e do mundo nos anos 1960. É entretenimento com conteúdo: diverte, emociona e, em determinados momentos, serve de lembrete de que a história se repete.

O espetáculo 60! Década de Arromba – Doc. Musical estreou em Outubro de 2016, no Rio de Janeiro, passou por São Paulo e inicia a turnê nacional por Campinas. A temporada campineira vai até 1º de Abril, sempre de quinta-feira a domingo, e integra as comemorações pelos cinco anos do Teatro Iguatemi. Além de Wanderléa, conta com um afiado elenco de atores, cantores e bailarinos e uma orquestra ao vivo.

A produção é calcada em canções de sucesso nacionais e internacionais que, intercaladas com imagens de TV e recortes de jornais e revistas da época, sintetizam o que a década de 1960 representou para a cultura, a política e a sociedade. E isso ano a ano, de forma que a plateia embarca em uma viagem “linear” no tempo com ótimas sacadas, como um divertido dueto entre os “bonecos” Barbie e Ken e uma tocante cena de retirantes nordestinos.

De acordo com dados da produção, foram reunidas cerca de 100 canções de diversos gêneros, indo de Banho de Lua (Celly Campelo) e Biquíni de Bolinha Amarelinha (Ronnie Cord) a Ponteio (Edu Lobo) e Non Je Ne Regrette Rien (Édith Piaf), passando por Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores (Geraldo Vandré) e Era um Garoto que Como eu Amava os Beatles e os Rolling Stones (Os Incríveis). Além, é claro, de hits de Wanderléa.

Aliás, falando dela, é impressionante como, no alto de seus quase 72 anos (a serem completados no próximo dia 5 de Junho), Wanderléa é a verdadeira representação de uma diva da música: altiva e elegante com seu vestidinho curto que parece saído do guarda-roupa da época da Jovem da Guarda e botas de cano alto com salto plataforma de fazer inveja a qualquer astro do rock. A voz? Continua a mesma.

Apesar de a seleção de canções ser até óbvia para amantes da música, confesso que em alguns momentos caiu um cisco no olho. E digo que fiquei melancólica ao ser lembrada que conquistas da época, como a viagem do homem à Lua e o avanço na luta pelos direitos humanos, são hoje questionadas – os tais “terraplanistas” bradam que a chegada à Lua foi obra de Hollywood, enquanto uma parcela da população pede a volta da ditadura militar. Enfim, sigamos.

Assista ao vídeo produzido pelo canal do site Cena Musical no YouTube com trecho do espetáculo:

AFOGADO EM NÚMEROS

60! Década de Arromba – Doc. Musical em números:

  • 3 horas de duração
  • 20 cenários
  • 24 atores, cantores e bailarinos
  • 350 figurinos
  • 120 perucas

SERVIÇO

60! Década de Arromba – Doc. Musical
Data: De 15 de Março a 1º de Abril de 2018 (de QUINTA a DOMINGO)
Horário: Quintas e sextas, às 20h; sábados, às 21h; domingos, às 17h
Local: Teatro Iguatemi (Shopping Iguatemi Campinas, Avenida Iguatemi, 777, Vila Brandina, fone 19 3294-3166, site www.teatroiguatemi.com.br)
Preço: De R$ 50 a R$ 200 (inteira); ingressos à venda na bilheteria do teatro e pela internet no site www.ingressorapido.com.br

FICHA TÉCNICA

Roteiro e pesquisa: Marcos Nauer
Direção: Frederico Reder
Direção musical: Tony Lucchesi
Elenco: Wanderléa, Amanda Döring, André Sigom, Camilla Brauna, Cássia Raquel, Daniel Lack, Erika Affonso, Ester Freitas, Fernanda Biancamano, Fhilipe Gislon, Isabela Quadros, Jade Salim, Leandro Massaferri, Mainá Yamachi, Pedro Arrais, Rodrigo Morura, Rodrigo Naice, Rodrigo Serphan, Rosana Chayin e Tauã Delmiro
Coreografia: Victor Maia
Figurino: Bruno Perlatto
Cenário: Natália Lana
Iluminação: Daniela Sanchez
Diretora-assistente: Alessandra Brantes
Videografismo e cenário: Thiago Stauffer
Desenho de som: Talita Kuroda e Thiago Chaves
Direção de Produção: Juliana Reder e Frederico Reder
Diretor-executivo: Léo Delgado
Produtor-executivo: Alex Felippe e Bárbara Dib
Produtor-assistente: Matheus Castro e Jorge Delmond
Diretor de marketing: Mauricio Tavares
Produtor de comunicação: Allan Fernando
Direção de arte: Bárbara Lana
Assistente de direção musical: Alexandre Queiroz
Operador de som: Talita Kuroda e Thiago Chaves
Figurinista assistente: Teresa Abreu
Assistente de figurino: Karoline Mesquita
Estagiária de figurinista: Tayane Zille
Estagiária de Figurinista: Jemima Oliveira
Estagiária de figurinista: Gabriela Silva Fernandes
Coreógrafa assistente: Clara Costa
Dance captain: Rodrigo Morura
Cenógrafa assistente: Marieta Spada
Assistente de cenografia: Guilherme Ribeiro
Maestro: Vagner Mayer
Contrarregras: Filipe Tomochigue e Hevaldo Martins
Camarins: Rose Marie, Nete Benevides

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments