Na Escócia, quase todos os caminhos levam ao uísque

FOTOS: Divulgação

Chamado de Água da Vida pelos povos ancestrais, o uísque é a bebida nacional da Escócia e principal produto de exportação do país. Atualmente, são cerca de 100 destilarias ativas. Para quem vai viajar para a região e quer incluir uma ou mais destilarias no roteiro, há várias possibilidades de passeios e de regiões para explorar. Confira as sugestões do guia abaixo e escolha a opção que mais combina com o tipo de experiência que pretende ter em terras escocesas:

1. Vá ao Scotch Whisky Experience em Edimburgo

Ao lado do Castelo de Edimburgo, na capital escocesa, fica o Scotch Whisky Experience, uma espécie de museu interativo que explica as etapas do processo de destilação da bebida. O local é uma boa opção para quem não conhece muito sobre o assunto, com tour que passa por uma réplica de destilaria e guia de áudio em português. Há opção de visita com degustação de uísques das diferentes regiões da Escócia.

2. Visite uma das cinco principais regiões produtoras

As destilarias da Escócia estão categorizadas em cinco regiões: Speyside, Highlands, Lowlands, Islay e Campbeltown. Cada uma influencia o uísque de forma diferente e dá à bebida características únicas – seja a maresia de Campbeltown, as algas de Islay, ou a água pura das Highlands. Dessas cinco, duas concentram 80% das destilarias: Speyside e Highlands. No site do VisitScotland, órgão oficial de turismo da Escócia, é possível fazer o download gratuito de um guia com todas as informações sobre as destilarias do país e como visitá-las.

3. Siga a trilha do malte

A região das Terras Altas abriga mais da metade das destilarias da Escócia. Perto de Inverness fica a sub-região de Speyside, destino ideal para quem gosta de uísque puro malte. Mas é necessário se programar com antecedência: há 50 destilarias na região, e nem todas oferecem tours ou estão abertas ao público. Para facilitar a vida do turista, foi criada a Malt Whisky Trail, que lista nove das destilarias mais famosas, entre elas a Cardhu (Johnny Walker), a Glenfiddich, a Glenlivet e a Strathisla (Chivas Regal). Empresas como Rabbies e a Highland Explorer oferecem excursões que levam não só às grandes destilarias, mas também às menores, onde os processos são mais artesanais. Há opções de excursões saindo de Edimburgo, Glasgow e Inverness.

4. Que tal encarar festivais de uísque?

Anualmente, a Escócia é palco de muitos festivais dedicados ao uísque. O mais famoso é o Spirit of Speyside, entre Abril e Maio. Mas há outros igualmente interessantes: o Islay Festival of Music & Malt, que reúne música típica e o uísque maltado da pequena ilha escocesa de Islay entre Maio e Junho; o Glasgow Whisky Festival, que em 2018 será em 11 de Novembro; e o Dramathon, uma corrida em Speyside com quatro opções de percurso (maratona, meia maratona, 10K ou revezamento) – a cada destilaria pela qual passar, o corredor receberá um carimbo, sendo que cada um equivale a uma garrafa em miniatura.

SERVIÇO

Escócia
Capital: Edimburgo
Fuso horário: 3 horas a mais em relação ao horário de Brasília
Idioma: Inglês
Moeda: Libra esterlina
Visto: Não é necessário

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments