Fabiano Negri lança The Lonely Ones, seu 22º álbum

CRÉDITO FOTOS: Diego Rodrigues

O cantor e compositor campineiro Fabiano Negri lança The Lonely Ones, seu 22º disco em 22 anos de carreira. O álbum, totalmente acústico, foi gravado nos dias 18 e 19 de Janeiro de 2018, no estúdio Minster, em Campinas (SP), e reúne dez canções interpretadas apenas ao violão pelo músico. Segundo ele, o disco “fala sobre depressão e também sobre pessoas especiais que têm dificuldade de socialização”. Bati um papo com o roqueiro de 42 anos sobre o trabalho e também sobre o atual momento da carreira. Leia a seguir:

Lalá Ruiz – Notícias Crônicas: The Lonely Ones é seu 22º disco. O que te inspira a continuar compondo e gravando, principalmente levando-se em conta que o mercado musical hoje está longe de ser favorável ao rock?
Fabiano Negri: Bom, é a única coisa que eu sei fazer! kkk Brincadeiras à parte, eu amo compor, amo fazer música. Música é a minha vida. Não me importo com mercado ou com o momento da música. Nunca vou ganhar dinheiro com a minha carreira. Mas criar me traz muito prazer.

Você disse que o álbum fala sobre depressão e também sobre pessoas com dificuldade de socialização. Por que resolveu abordar temas tão difíceis? As canções são dedicadas a alguém em específico?
Tive contato com muitos problemas desse tipo, principalmente em 2017. O mundo anda muito deprimido e eu sou um bom ouvinte para qualquer pessoa que queira compartilhar seus problemas. Amigos, alunos, família… E eu também tenho meus demônios. Não existe uma pessoa em especial. Várias experiências foram condensadas nas letras do disco.

Fabiano Negri sobre o disco: “Sou eu contando histórias. Não quero que nada tire a atenção disso. As letras são a parte mais importante desse trabalho”

 

Diferentemente de seus trabalhos anteriores, esse disco é bem intimista e soa até melancólico em alguns momentos. É apenas você e o violão. Gostaria que você falasse sobre isso.
Eu sempre quis gravar um trabalho baseado apenas na voz e no violão. Durante o processo de composição do disco, eu percebi que as músicas pediam por essa roupagem. Sou eu contando histórias. Não quero que nada tire a atenção disso. As letras são a parte mais importante desse trabalho.

Recentemente você ganhou o prêmio de melhor trilha sonora no Festcine Pinhais, no Paraná, pelo trabalho que realizou no curta-metragem Eternidade, do diretor Flávio Carnielli. O que significa pra você esse tipo de reconhecimento?
É ótimo ter esse tipo de reconhecimento. É gratificante e dá um empurrão em horas de desânimo profundo. É bom ser notado de alguma forma. Eu componho por prazer, mas é óbvio que eu quero que as pessoas ouçam o que eu faço.

Além de seu trabalho como cantor e compositor, você é vocalista de uma banda tributo ao Black Sabbath (Sabbathica), toca uma escola de música (Escola de Música Cultura Pop, em Campinas) e produz trabalhos de outros artistas, como o grupo Fenrir’s Scar. Como é viver de música? É fácil como se crê por aí?
É dificílimo. Infelizmente, a música é tratada de forma superficial pela maioria das pessoas. Eu trabalho 25 horas por dia para conseguir o básico. Para dar o mínimo de dignidade para a minha família. Mas é um trabalho árduo e pesado. É nadar contra a maré. Faço o que gosto, mas ralo como um condenado. Mas, sem problemas, não posso reclamar. Trabalho com enorme prazer.

FICHA TÉCNICA

Capa do disco The Lonely Ones

 

The Lonely Ones
Artista: Fabiano Negri
Produção: Fabiano Negri e Ric Palma
Gravado, mixado e masterizado por Ric Palma no estúdio Minster (Campinas, SP)
Lançamento: Independente
Faixas:
1. Last Stand
2. Distant Shore
3. Lost Strangers
4. Behind The Sun
5. All Those Minds
6. Day After Day
7. Raped
8. Bad Love Song
9. Morning Rain
10. Let There Be Life

EM TEMPO

Fabiano Negri realiza o show de lançamento de The Lonely Ones neste sábado (10/3/2018), no Teatro Arte e Ofício – TAO (Rua Conselheiro Antônio Prado, 529, Vila Nova, Campinas, SP). O ingresso custa R$ 15 (antecipado, à venda na Escola de Música Cultura Pop, Rua Rafael Sales, 767, bairro Bonfim, Campinas, SP) e R$ 25 (na hora). O show começa às 19h com abertura de Pedro Sampietri e participação de convidados especiais. Mais informações: (19) 3242-1769. O álbum está em pré-venda no site www.fabianonegri.com e também poderá ser adquirido no dia da apresentação.

Assista ao vídeo do single Morning Rain

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments