Me matriculei em um curso de inglês e agora eu aprendo. Será?

TEXTO: Adriana Ruiz*

Você está firme em cumprir sua resolução de aprender inglês este ano e, depois de muito pesquisar, se matriculou em um curso. A animação é grande para o início das aulas e você acredita que agora vai deslanchar no caminho à fluência no idioma. Será mesmo?

Buscar um curso ou aulas de inglês é um passo importante para alcançar seu objetivo, mas não garante seu sucesso. Seja sua opção por aulas individuais ou em grupo, escola de idiomas, professor particular ou curso online, o seu comprometimento e a sua dedicação ao estudo e à prática do idioma é que determinarão o quanto você vai aprender e em quanto tempo vai alcançar alguma fluência.

Ao frequentar aulas você tem acesso a muitas informações e atividades que têm a finalidade de ensinar, porém, costumo dizer que duas ou três aulas por semana não fazem milagre. O aprendizado de um idioma inclui muita prática extra, atividades fora da sala de aula por assim dizer. Alunos que praticam o inglês dentro e fora da sala de aula têm rendimento melhor e aprendem com mais rapidez.

Quando o aluno presta atenção nas coisas que funcionam para seu aprendizado e busca assuntos de seu interesse em inglês, fica muito mais fácil e prazeroso estudar e praticar.”

A prática além da sala de aula varia de exercícios tradicionais a vídeos e músicas, de leitura de artigos e livros a chat groups. O segredo é encontrar coisas que são interessantes para você e que vão incrementar seus estudos e práticas dentro do seu perfil de aluno. Há pessoas que me pedem exercícios com música e seriados de TV e fogem de exercícios de gramática, por exemplo. Outros alunos podem não ver praticidade em escutar uma música, mas não vivem sem exercícios de vocabulário e estrutura. Quando o aluno presta atenção nas coisas que funcionam para seu aprendizado e busca assuntos de seu interesse em inglês, fica muito mais fácil e prazeroso estudar e praticar.

Mas você deve estar pensando que, se já é difícil encontrar tempo para as aulas, imagina tempo extra para outras atividades. É fato que a correria é grande nos dias de hoje, porém, com um pouco de criatividade e foco, é possível incluir a prática do inglês na rotina diária. Mas como?

Se você tem o hábito de escutar música enquanto dirige, escute músicas em inglês (e preste atenção nas palavras, é claro). Caso o seu passatempo seja assistir a séries e filmes, assista com som original e legendas. Os alunos mais “da antiga” podem assistir a DVDs com som e legendas também em inglês. Gosta de ler as notícias online? Tente ler sobre os mesmos assuntos em sites internacionais. Seu hobby é cozinhar? Procure receitas em inglês no Google ou no YouTube. São inúmeras as possibilidades.

Há um ditado em inglês que diz: “Time is money”. Mas, no estudo de inglês, “time is learning”!

*ADRIANA RUIZ é professora de inglês, dança flamenco e adora ficção científica

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments