Discoteca básica: 1º LP da banda Os Mutantes completa 50 anos

FOTOS: Divulgação

Um dos discos mais importantes da música popular brasileira completa 50 anos em 2018. Trata-se de Os Mutantes, primeiro LP da banda homônima formada por Rita Lee e pelos irmãos Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. Lançado em Junho de 1968, o LP inovou ao misturar o rock psicodélico tão em voga na época com elementos típicos da música brasileira e efeitos sonoros de estúdio.

Listado pela edição brasileira da revista Rolling Stone como um dos 100 discos mais importantes da MPB (aparece em 9º lugar) e considerado pela “matriz” norte-americana como um dos dez melhores álbuns do rock latino de todos os tempos, Os Mutantes tem 11 faixas com arranjos de Rogério Duprat (1932-2006) e produção de Manoel Barenbein, os mesmos de Tropicália ou Pais et Circenses, lançado um mês depois.

Além de Arnaldo Baptista no baixo, teclados e voz, Rita Lee na voz, flauta doce e percussão, e Sérgio Dias nas guitarras e voz, o disco contou com as participações especiais de César Baptista (pai de Sérgio e Arnaldo) em Ave Gengis Khan; de Dirceu na bateria; e de Jorge Ben no violão em A Minha Menina (da qual é autor). Foi lançado em LP pela gravadora Polydor e teve duas reedições em CD, em 1992 e 2004.

QUAIS SÃO AS FAIXAS DO DISCO

1. Panis et Circenses (Gilberto Gil e Caetano Veloso)
2. A Minha Menina (Jorge Ben Jor)
3. O Relógio (Arnaldo Baptista, Rita Lee, Sérgio Dias)
4. Adeus Maria Fulô (Humberto Teixeira, Sivuca)
5. Baby (Caetano Veloso)
6. Senhor F (Arnaldo Baptista, Rita Lee, Sérgio Dias)
7. Bat Macumba (Caetano Veloso, Gilberto Gil)
8. Le Premier Bonheur du Jour (Frank Gérald, Jean Renard)
9. Trem Fantasma (Arnaldo Baptista, Caetano Veloso, Rita Lee, Sérgio Dias)
10. Tempo no Tempo (Once Was a Time I Thought, de John Phillips; versão de Arnaldo Baptista, Rita Lee, Sérgio Dias)
11. Ave Gengis Khan (Arnaldo Baptista, Rita Lee, Sérgio Dias)

EM TEMPO

  • Na lista da Revista Rolling com os dez melhores discos do rock latino de todos os tempos, Os Mutantes consta em 9º lugar, à frente de Abraxas, do guitarrista mexicano Carlos Santana, lançado em 1970. E aparece atrás, vejam só, de Karnak, primeiro disco da banda brasileira homônima liderada por André Abujamra – o CD de 1995 é, de acordo com a publicação, uma obra-prima subestimada, e está na posição de número 7 da lista publicada em 19 de Novembro de 2012.
  • A banda Os Mutantes foi formada em 1966, em São Paulo. Estreou na TV no programa O Pequeno Mundo de Ronnie Von, na Record. Participou do movimento tropicalista e lançou cinco LPS até a saída de Rita Lee do grupo, em 1972. Posteriormente, Arnaldo também deixaria o grupo. Sérgio manteve Os Mutantes com diferentes formações até 1978, quando decretou o fim a banda. É desse período, quando o som do grupo migrou para o rock progressivo, o disco Tudo Foi Feito Pelo Sol (1974).
  • Em 2006 a banda voltou a se reunir (sem Rita Lee) para um show em Londres, onde o grupo foi homenageado com uma exposição. A cantora Zélia Duncan assumiu os vocais na apresentação. O grupo excursionou pelo Brasil depois disso, mas Zélia e Arnaldo acabaram saindo em Setembro de 2007, ela para voltar à carreira-solo e ele para se dedicar à pintura (um pouco dessa história está contada no documentário Loki – Arnaldo Baptista, longa-metragem produzido pelo Canal Brasil e com direção de Paulo Henrique Fontenelle). Sérgio segue à frente do grupo, em uma nova formação (veja no site: osmutantes.com.br).

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments