Livro sobre Stanley Kubrick será lançado em Campinas (SP)

FOTOS: Divulgação

O escritor Marcius Cortez lança nesta quinta-feira (19/10/2017), na Rabeca Cultural, em Sousas, o livro Stanley Kubrick – O Monstro de Coração Mole (Editora Perspectiva, 216 págs., R$ 40). A obra é fruto de dez anos de pesquisas, viagens e estudos sobre a obra deste que é um dos mais importantes cineastas do século 20. Leia trecho do livro de Cortez:

“Consideramos que etiquetar Kubrick como pessimista é um equívoco. O diretor não levou o cinema ao extremo do desencanto e da negação. Acredito que para cineastas como Michael Haneke, Krzysztof Kieslowski, John Cassavetes, o próprio Bergman, Godard ou o Antonioni de certos filmes, quem sabe até para Andrei Tarkóvski, o termo seja apropriado, porque esses extraordinários artistas são praticantes de uma arte ‘pessimisticamente ontológica’.
Porém, o autêntico desiludido não faria 2001: A Space Odyssey (2001: Uma Odisseia no Espaço, 1968) nem Eyes Wide Shut (De Olhos Bem Fechados, 1999) que é o relato de um sonho de amor entre mulheres e homens. Voltaremos a esse assunto ao longo do livro, porém, gostaríamos de adiantar que o monstro, apesar de retratar a desumanização das pessoas e o mundo em estado de penúria, revelou-se mais esperançoso do que certo cronista de Manhattan: ‘O homem continuará desumano. E não gozaremos de um mundo diferente do que ele é hoje, brutal e terrível’, assim falou outro menino do Bronx, Allan Stewart Konigsberg, conhecido no mundo inteiro como Woody Allen.
Kubrick é mais o médico do que o doente. O cineasta exprime que apesar de situações ensandecidas e de personagens em declínio psicológico, deseja a cura de todos. Isso se configura em De Olhos Bem Fechados, que dizia ser o seu melhor filme. Nos últimos dias de vida, pulsava na pessoa de Kubrick uma energia de artista realizado, pois teve tempo de compreender os signos e transformou seus sentidos em filmes que abrem uma janela para que o homem liberte a sua luz: ‘Qualquer que seja a imensidão que nos cerca, temos de fazer a nossa própria luz’, declarou, em uma de suas raras entrevistas. Visto como profissional polivalente e mestre da técnica cinematográfica, o diretor, o roteirista, o fotógrafo, o editor, o publicitário, o financista, o produtor Stanley Kubrick nos deixou uma obra de notável teor humanista. Municiado por sentimentos libertários, Kubrick não era só capaz de colocar a câmera no lugar certo, mas de equipá-la com o filme sensível de seu encorajamento de aspirar que as pessoas se pautassem pela grandeza d’alma.”

SERVIÇO

Lançamento do livro Stanley Kubkick – O Monstro de Coração Mole, de Marcius Cortez
Data: 19 de Outubro de 2017 (QUINTA-FEIRA)
Horário: Das 19h às 22h
Local: Rabeca Cultural (Avenida Dona Maria Franco Salgado, 250, Jardim Atibaia, Sousas, Campinas, SP, fone: Telefones: 19 3258-2750)
Preço: Entrada gratuita
Mais informações: www.facebook.com/rabecacultural

Em tempo: Além da sessão de autógrafos, haverá um bate-papo com o autor e o cineasta Jaílson Almeida sobre a obra de Kubrick.

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments