Ciência também é assunto que se discute em mesa de bar

FOTO: Depositphotos

Epidemias, mudanças climáticas, o fim da privacidade, obesidade, corrida espacial, inteligência artificial, trans-humanismo, neurociência, estresse, superbactérias, segurança alimentar e outros temas importantes que influenciam o futuro da humanidade serão debatidos durante o festival internacional de divulgação científica Pint of Science, evento que ocorre entre os dias 15 e 17 de Maio de 2017, em quatro bares de Campinas (SP).

Sim, você leu certo. Os debates, 24 no total, serão realizados em bares (a saber: Echos Studio Bar e Lado B, no distrito de Barão Geraldo; Yoou Geek, no Cambuí; e Alzirão Empório Bar, no Guanabara). É do bar, aliás, que vem o nome do festival – “pint” é o tradicional copo de 500ml em que se serve cerveja nos botecos europeus. A entrada é gratuita, sem necessidade de inscrição antecipada, e as pessoas pagarão apenas o que consumirem.

O objetivo do evento é promover o encontro entre cientistas e público em um ambiente descontraído. “Idealizamos a programação para trazer uma reflexão sobre questões que afligem a humanidade e, quem sabe, encontrar respostas sobre como caminharemos para o futuro”, afirma Isabela Schirato, coordenadora do Pint of Science em Campinas, uma das 21 cidades brasileiras que aderiram ao festival.

O Pint of Science surgiu em 2012, quando Michael Motskin e Praveen Paul, pesquisadores do Imperial College London, na Inglaterra, organizaram um evento chamado Encontro com Pesquisadores. Nesse encontro, pessoas acometidas por Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos pesquisadores e ver de perto o tipo de trabalho que realizavam.

A experiência foi tão positiva que os dois decidiram propor uma iniciativa em que pesquisadores poderiam sair de seus laboratórios para conversar diretamente com as pessoas. Nasceu, assim, o Pint of Science, que rapidamente se espalhou pelo mundo. Em 2015, o evento foi realizado pela primeira vez no Brasil, pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP de São Carlos e no ano passado chegou a Campinas.

PROGRAMAÇÃO

Confira a programação do Pint of Science 2017 em Campinas:

15/5/2017 (SEGUNDA-FEIRA), às 19h30

Local: Echos Studio Bar (Rua Agostinho Pattaro, 54, Barão Geraldo, Campinas, SP,  fone: 19 3201-8900)

  • Serial killers: obesidade e diabetes (Everardo Magalhães Carneiro)
  • Sal, pimenta e estresse: os temperos do dia a dia (Dora Maria Grassi Kassisse)

Local: Yoou Geek (Rua Olavo Bilac, 142, Cambuí, Campinas, SP, fone: 19 3253-7915)

  • Biodiversidade (Carlos Alfredo Joly)
  • Epidemias de doenças tropicais (Fábio Trindade Maranhão Costa)

Local: Lado B (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1.240, Barão Geraldo, Campinas, SP, fone: 19 3249-0014)

  • Água, xixi e cerveja (Gisela de Aragão Umbuzeiro)
  • Campeãs da resistência: Superbactérias (Maria Sílvia Gatti)

Local: Alzirão Empório Bar (Avenida Barão de Itapura, 2.365, Campinas, SP, fone: 19 2511-0410)

  • Mudança climática global (Carlos Henrique de Brito Cruz)
  • Quando a água bate na bunda (Gabriel Souza Conzo Monteiro)

16/5/2017 (TERÇA-FEIRA), às 19h30

Local: Echos Studio Bar (Rua Agostinho Pattaro, 54, Barão Geraldo, Campinas, SP,  fone: 19 3201-8900)

  • Ritalina: tratamento ou pedagogia da obediência? (Maria aparecida Affonso Moysés)
  • Grandes extinções: um dia da caça, outro do caçador – Frésia Ricardi Branco

Local: Yoou Geek (Rua Olavo Bilac, 142, Cambuí, Campinas, SP, fone: 19 3253-7915)

  • Morrer é bom? (Ricardo Weinlich)
  • Trans-humanismo: impressão 3D de órgãos e tecidos (Janaína de Andréa Dernowsek e Jorge Vicente Lopes da Silva)

Local: Lado B (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1.240, Barão Geraldo, Campinas, SP, fone: 19 3249-0014)

  • Computação e informação quântica: realidade, fantasia ou marketing? (Amir Ordacgi Caldeira)
  • A privacidade está morta? (Diego de Freitas Aranha e Rodolfo Jardim Azevedo)

Alzirão Empório Bar (Avenida Barão de Itapura, 2.365, Campinas, SP, fone: 19 2511-0410)

  • Magia e mitologia nos discursos sobre tecnologias (André Azevedo da Fonseca)
  • O futuro já não é o que era antes (Carlos Orsi)

17/5/2017 (QUARTA-FEIRA), às 19h30

Local: Echos Studio Bar (Rua Agostinho Pattaro, 54, Barão Geraldo, Campinas, SP,  fone: 19 3201-8900)

  • Trabalhar para produzir ou produzir para trabalhar? Felicidade se produz? (Fernando Nogueira da Costa)
  • A energia que vem do sol e da lua (José Dilcio Rocha)

Local: Yoou Geek (Rua Olavo Bilac, 142, Cambuí, Campinas, SP, fone: 19 3253-7915)

  • Skynet ou desemprego? (Eduardo Alves do Valle Junior)
  • O cérebro amanhã (Li Li Min)

Local: Lado B (Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1.240, Barão Geraldo, Campinas, SP, fone: 19 3249-0014)

  • Agricultura, o Brasil e o futuro do mundo (Gonçalo A. Guimarães Pereira)
  • Raspas e restos me interessam! (Lis Furlani Blanco)

Local: Alzirão Empório Bar (Avenida Barão de Itapura, 2.365, Campinas, SP, fone: 19 2511-0410)

  • Da poeira às estrelas, como a humanidade pode conquistar o universo? (Douglas Galante e Lucas Fonseca)
  • Animais, humanos e ETs (Thiago Oliveira da Motta Sampaio)

QUEM ORGANIZA

  • Em Campinas, o Pint of Science é organizado pela NuminaLabs, empresa de geração de conteúdo científico e educacional, em parceria com a eScience Unicamp, OCRC Unicamp, CI&T e apoio do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), Editora Unicamp e da Prefeitura Municipal de Campinas,
  • Em âmbito nacional, o festival é apoiado pelo Galoá, pela Fundação Verakis e pelos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp): Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria, Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades, Centro de Pesquisa em Engenharia e Ciências Computacionais e Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros.

(*Com informações Assessoria de Imprensa)

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments