Moda, luxo e religião: a alta-costura para muçulmanas

FOTOS: Oleg Nikishin/Mercedes-Benz Fashion Week Russia

Parecem roupas saídas da máquina do tempo, vindas da Idade Média. Mas… não são! Trata-se de vestidos de alta-costura para mulheres muçulmanas da marca Firdaws, cuja coleção outono/inverno 2017-2018 foi apresentada durante a semana de moda russa, a Mercedes Benz Fashion Week Russia, encerrada na última sexta-feira (17/3/2017), em Moscou.

A coleção é assinada pela jovem designer chechena Aishat Kadyrov, de apenas 18 anos, e foi apresentada em desfile realizado em um antigo palácio do czar. As roupas, feitas em tecidos luxuosos, seguem os rígidos códigos de vestimenta da Chechênia, república russa de maioria muçulmana onde mulheres podem exibir apenas o rosto e as mãos em público.

A marca Firdaws foi criada pela mãe de Aishat, Medni, e tem como principal mercado, além da região de origem, países do Oriente Médio, em especial os Emirados Árabes Unidos. Entre os planos da companhia, está a abertura de lojas, no modelo de franquias, em grandes cidades russas, tais como a capital Moscou e a histórica São Petersburgo. Confiram alguns dos “looks”:

Em tempo: Aishat é filha de Ramzan Kadyrov, presidente da Chechênia, que passou de antigo rebelde separatista a político alinhado com o Kremlin de Vladimir Putin, segundo informações de agências internacionais de notícias. Ele costuma posar para fotos com roupas camufladas e ao lado de um leão que criou como animal de estimação. O que vocês acham?

Aishat Kadyrova no final do desfile

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, sou formada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) e trabalhei durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments