Oceanário de Lisboa: passeio que encanta crianças e adultos

FOTO: Lalá Ruiz

Se você é apaixonado pela vida marinha e/ou vai viajar com crianças para Portugal, um programa que não pode ficar de fora do seu roteiro é uma visita ao Oceanário de Lisboa, considerado o maior da Europa. Localizado no Parque das Nações e de fácil acesso (o site oficial tem todas as coordenadas), o Oceanário possui um aquário central com 5 milhões de litros de água salgada e reproduz diferentes habitats marinhos.

Há pinguins, lontras, anêmonas, caranguejos (incluindo o famoso King Crab do Pacífico), medusas, ouriços-do-mar, estrelas-do-mar, tubarões, cavalos-marinhos e todos aqueles peixinhos fofinhos (e também esquisitos) que conquistaram os fãs das animações Procurando Nemo e Procurando Dory (incluindo os “próprios”). Digo que é um passeio simplesmente maravilhoso e surpreendente. Veja galeria de fotos:

 

SERVIÇO

O Oceanário de Lisboa funciona diariamente, das 10h às 19h (última entrada às 18h), mas, se possível, vá logo pela manhã, quando os peixes estão acordados (na parte da tarde, muitos “tiram uma soneca”). O valor da entrada para a exposição permanente varia de 9 euros (crianças de 4 a 12 anos e maiores de 65 anos) a 36 euros (ingresso família), com gratuidade para os pequenos de 0 a 3 anos. Mais informações: www.oceanario.pt.

Em tempo: E uma vez no Parque das Nações, aproveite para conhecer pela região, uma das mais modernas da capital portuguesa e que, assim como Puerto Madero, em Buenos Aires, e o Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, passou por uma renovação. Dá para passear no Teleférico (horários e preços no site www.telecabinelisboa.pt) e fazer compras ou mesmo almoçar/lanchar no shopping Centro Vasco da Gama (www.centrovascodagama.pt).

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, sou formada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) e trabalhei durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments