Oscar 2016: locais que serviram de cenário para os filmes indicados

FOTO: Cena do filme Perdido em Marte/Crédito: Divulgação

Skyscanner, empresa online especializada em busca de promoções de viagens, com comparações instantâneas de preços de voos, hotéis e locação de carros, pesquisou (e listou!) os lugares onde foram rodados os filmes que concorrem ao Oscar 2016. Da Terra do Fogo, na Argentina, a Wall Street, em Nova Iork, confira por onde passaram as equipes de produção dos longas-metragens que disputam o prêmio mais importante do cinema:

lala-ruiz-terra-do-fogo-argentina-divulgacao

O Regresso – Argentina, Canadá e Estados Unidos

Antes de iniciar as filmagens, o diretor Alejandro González Iñarritu exigiu duas condições: que cada cena fosse exclusivamente ao ar livre e que fosse usada somente luz natural, o que deixou a equipe com apenas uma hora e meia por dia para filmar, considerando a longa viagem para chegar às locações remotas e o tempo que se leva para montar o equipamento. O filme, estrelado por Leonardo DiCaprio, demorou um ano para terminar e foi rodado em grande parte na Terra do Fogo (em particular, a beleza de algumas ilhas do sul da Argentina – foto), mas também tece cenas captadas em áreas remotas dos EUA e Canadá.

lala-ruiz-toronto-canada-divulgacao

Spotlight: Segredos Revelados – Toronto (Canadá) e Boston (Estados Unidos)

Spotlight foi gravado em Toronto, no Canadá (foto), cidade com a capacidade de “imitar” muitas capitais dos Estados Unidos e nenhuma em particular. Tudo depende do enquadramento e da iluminação. Neste caso, Toronto está “disfarçada” de Boston, uma das cidades do mundo que mais floresce na primavera. Quando passar por lá, não deixe de visitar o Parque Franklin, o maior da cidade e um tesouro verde que deixa os moradores orgulhosos. A história de Spotlight, no entanto, é mais bruta, pois retrata um caso real de pedofilia na Igreja Católica.

lala-ruiz-jordania-divulgacao

Perdido em Marte – Budapeste (Hungria), Jordânia e NASA (Estados Unidos)

Como o filme se passa no planeta Marte, é impossível enviar uma equipe a 55 milhões de quilômetros da Terra. Assim, o Vale da Lua, na Jordânia (foto), foi o local escolhido para as filmagens de Perdido em Marte, já que guarda semelhanças com a paisagem marciana. As cenas foram rodadas no sul do deserto, onde há formações rochosas de granito. Wadi Rum, como é conhecido o local, não foi a única locação do longa. A sala de controle da Nasa, no Texas, onde o lançamento do foguete é monitorado, também é mostrada no filme. A equipe de produção ainda passou por Budapeste, a charmosa capital da Hungria.

lala-ruiz-ponte-de-einstein-divulgacao

Ponte dos Espiões – Potsdam e Berlim (Alemanha)

A Ponte de Glienicke, em Berlim, é o cenário da troca de espiões durante a Guerra Fria em Ponte dos Espiões. O lugar, com vista para a cidade de Potsdam, é uma das paisagens mais bonitas do país. A cidade, aliás, tem muitos parques e palácios que encantam os visitantes. Um dos os edifícios mais curiosos de Potsdam, e que foi usado como pano de fundo para uma cena envolvendo Tom Hanks, é a Torre de Einstein (foto), um observatório construído no parque científico do matemático e que serviu para seus estudos sobre a teoria da relatividade.

lala-ruiz-wall-street-divulgacao

A Grande Aposta – Nova Orleans e Nova York (Estados Unidos)

Os bancos têm sido responsáveis pela maior crise imobiliária e financeira que atingiu o mundo. Ou pelo menos essa é a ideia sobre a qual gira o enredo de A Grande Aposta. A história se passa em Wall Street (foto), em Nova York, o famoso distrito financeiro da cidade, com seus edifícios redondos e homens de terno pelas ruas. Argiers, um dos mais antigos bairros de Nova Orleans, também aparece na produção, mostrando a magia com suas casas coloniais e também o Rio Mississipi.

lala-ruiz-castelo-de-Enniscorthy-divulgacao

Brooklyn – Enniscorthy (Irlanda) e Coney Island (Estados Unidos)

Brooklyn conta uma história que se passa entre a Irlanda e Nova York. Enniscorthy (foto), uma das cidades irlandesas mais antigas e localizada na região de Wexford, tem o papel de protagonista. Esta cidade litorânea tem castelos e árvores centenárias. Também aparecem no filme a famosa e colorida Coney Island, nos EUA, um lugar cheio de parques de diversões e exposições.

lala-ruiz-toronto-canada-parque-divulgacao

O Quarto de Jack – Toronto (Canadá)

Sem revelar a história ou tirar muito da surpresa, este filme se passa quase inteiramente do lado de fora do quarto do título, com locações deslumbrantes. Foi filmado inteiramente em Toronto, considerado um dos lugares mais ecléticos e multiculturais do mundo com muitos museus, galerias e teatros. Além disso, possui 8 mil hectares de parques (foto) e campos de golfe.

lala-ruiz-deserto-da-Namibia-divulgacao

Mad Max: Estrada da Fúria – Deserto da Namíbia (África) e Nova Gales do Sul (Austrália)

Em um mundo onde tudo é sol e areia e as pessoas se matam por água e gasolina, nada como um deserto para servir de cenário para a trama apocalíptica. Carros, caminhões e outras máquinas de Mad Max: Estrada da Fúria correm pelo deserto da Namíbia (foto), um pedaço de terra de muitas formas e contrastes. Com solo vermelho, o deserto começa no litoral e se estende por milhares de quilômetros quadrados até o centro do país. Outra locação, Nova Gales do Sul é o estado mais populoso do Austrália, com muito calor no litoral e neve no interior.

lala-ruiz-cincinnati-ohio-divulgacao

Carol – Cincinnati, Ohio (Estados Unidos)

Este filme que conta a história de amor entre duas mulheres foi rodado pelas ruas do centro e parques de Cincinnati (foto), no estado americano de Ohio. A cidade possui uma complexa rede de corredores internos e passarelas ao ar livre que ligam seus edifícios mais importantes. Do alto da Torre Carrew, o viajante terá uma vista panorâmica do município.

lala-ruiz-Boston-divulgacao

Joy – Boston (Estados Unidos)

Joy é a história de Joy Mangano, uma mulher que se fez sozinha após ter inventado vários utensílios domésticos. O filme só muda uma pequena coisa: o lugar. Enquanto a verdadeira Joy Mangano mora no entorno de Nova York, a ficção colocou sua casa nos arredores de Boston (foto), mais especificamente em Salem, com suas construções de tijolos à vista, varandas e amplas avenidas.

lala-ruiz-Nyhavn-Copenhague-divulgacao

A Garota Dinamarquesa – Noruega, Alemanha, Reino Unido, Bélgica e Dinamarca

O filme traz o ator Eddie Redmayne no papel do primeiro homem a mudar de sexo, fato ocorrido na Dinamarca, dos anos 1930. Para o filme, foram escolhidos diferentes pontos da Europa como Bruxelas (Bélgica) e Berlim (Alemanha). Mas, talvez um dos lugares mais emblemáticos do longa seja Nyhavn (foto), um canal com casas de fachadas coloridas e atmosfera animada em Copenhague (Dinamarca).

SKYSCANNER

Lançado em 2003, na Escócia, o Skyscanner atua no Brasil desde 2012. A ferramenta é gratuita e ajuda 50 milhões de visitantes únicos por mês a encontrarem promoções de viagens. Além do site, os aplicativos de voos, hotéis e aluguel de carros do Skyscanner estão disponíveis para download em iPhone, iPad e aparelhos com o sistema Android. Possui nove escritórios globais: Edimburgo, Glasgow, Cingapura, Pequim, Miami, Barcelona, Shenzhen, Sofia e Budapeste. (*Com informações Assessoria de Imprensa)

Em tempo: A cerimônia de entrega do Oscar 2016, o maior prêmio da indústria cinematográfica, será realizada neste domingo, 28 de Fevereiro, no Teatro Dolby, em Hollywood, Los Angeles (Estados Unidos).

Leia mais: Palpite sobre vencedores do Oscar vale um ano de cinema grátis

Share this article

LALÁ RUIZ, jornalista, curiosa e apaixonada por cultura, comida e viagens, sem qualquer coerência no quesito preferência. Nascida em São Paulo, Capital, e radicada em Campinas, interior paulista, formada em Comunicação Social pela PUC-Campinas e trabalhou durante 26 anos na mídia impressa da cidade, tendo atuado nos jornais Correio Popular, Diário do Povo e Notícia Já.

Post a comment

Facebook Comments